Terça Feira, 17 de Janeiro de 2017

Barragem de Congonhas e liberação de mais R$ 10 mi para o Plano Emergencial de Combate a seca

O presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS), César Emílio Lopes Oliveira, prefeito de Capitão Enéas, esteve em junho/2015, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, participando do lançamento do edital de licitação para contratar as obras da Barragem Congonhas, em solenidade presidida pelo governador Fernando Pimentel e o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi.

Aproveitando a oportunidade, o presidente da AMAMS apresentou pleito ao governador Pimentel reivindicando recursos para ajudar a minimizar o drama da longa estiagem que assola a região e foi atendido com a disponibilização de mais R$ 10 milhões para o Plano Emergencial de Combate a Seca, que serão liberados através da Secretaria de Recursos Hídricos do Ministério de Integração Nacional, por meio de medida provisória, para obras emergenciais contra a seca, como a instalação de adutoras e a contratação de caminhões-pipa.

“O governador Pimentel é conhecedor dos problemas que norteiam a nossa região e tem sido sensível em ouvir e atender as nossas reivindicações. O momento é de comemorar em relação a Barragem de Congonhas, que é um sonho acalentado há mais de duas décadas e a liberação de mais recursos para ajudar na convivência com a seca nos municípios norte-mineiros”, destacou César Emílio.

BARRAGEM DE CONGONHAS

A licitação da Barragem de Congonhas integra o Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), com investimento previsto de R$ 183 milhões. As obras devem ser concluídas em três anos. O lago principal vai comportar 600 milhões de metros cúbicos de água e devem beneficiar cerca de 500 mil habitantes de municípios localizados na Bacia do Rio Verde Grande e no Vale do Jequitinhonha. A expectativa é de que as obras gerem 20 mil empregos diretos e indiretos na região.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *