Terça Feira, 17 de Janeiro de 2017

Clipping Amams de quarta-feira, 05 de outubro de 2016

rio-sao-francisco

Revitalização de 205 microbacias pela Codevasf em Minas visa aumentar volume de água no São Francisco

  Aumentar o volume e a qualidade da água na bacia do rio São Francisco é o objetivo da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) ao executar ações de revitalização em 205 microbacias hidrográficas localizadas em 162 municípios de Minas Gerais, estado onde está situada a nascente do rio.

As ações contabilizam, até agora, recursos da ordem de R$ 42,2 milhões aplicados em cercamento de 1.168 nascentes, construção de 34.051 bacias de captação de enxurradas e implantação de 926 km de cercas para a proteção de áreas ciliares, topos de morro e áreas degradadas. Além disso, foram já construídos 1.491 km de terraços e feita a adequação ambiental de 165 km de estradas vicinais.

O total de recursos programados para esta fase é de R$ R$ 64,3 milhões, o que significa que sua execução já chega a 66%. O trabalho vem sendo desenvolvido por meio de parcerias com organizações não-governamentais, governos municipais e governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa/MG), Fundação Rural Mineira (Ruralminas) e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater/MG).

O princípio do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do São Francisco, no eixo de controle de processos erosivos, é contribuir para o aumento de volume de água, melhoria da qualidade e, consequentemente, da disponibilidade na bacia do São Francisco. Esse aumento de volume da água permite uma melhor distribuição e controle do fluxo de água na bacia. Isto ocorre porque essas ações retêm as enxurradas, evitando as erosões do solo e o carreamento de sedimentos que vão assorear os leitos de córregos, rios, veredas, bem como provocar o soterrando de nascentes. Essas ações contribuem, ainda, para a melhoria da permeabilidade e da infiltração da água no solo, tão importantes na formação e alimentação dos lenções freáticos que vão abastecer as nascentes.

FONTE: Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional CODEVASF – 1ª SR – quarta-feira 05/10/2016

 

Prefeitos eleitos no Norte de Minas pretendem melhorar a saúde

Os prefeitos eleitos em Janaúba, Januária e Pirapora, no Norte de Minas, tem como principal objetivo buscar melhorias na área da saúde. Em Curvelo, região Central de Minas, o candidato eleito compartilha da mesma ideia, já em Unaí, no Noroeste, o corte de gastos na prefeitura será o principal foco na gestão.

Em Janaúba, 40.740 mil eleitores foram às urnas e escolherem o próximo governante da cidade. Carlos Isaildon Mendes (PSDB), de 59 anos, foi eleito com 41,61%, e obteve 4.464 votos a mais que o segundo colocado, Dimas Rodrigues (PMDB).

“Estou muito feliz. Foi uma campanha onde tivemos muitos candidatos e a gente chegou próximo da eleição com uma situação confusa. Mas foi uma votação muito expressiva a meu favor. Isso me deixa muito alegre e mostra o tamanho da responsabilidade que tenho. Agora, nossa principal meta é reestabelecer o sistema de saúde de Janaúba, que está precário”, afirma Carlos Isaildon.

Januária
Na cidade ribeirinha, 35.777 eleitores exerceram a cidadania nesse domingo. O candidato do PSB Marcelo Félix foi eleito com  14.066 votos, o que representa 43,86%. Ele tem 41 anos e é a primeira vez que se candidata a um cargo público.

Para ele, o principal desafio do governo será dar novo rumo a área da saúde no município. “Fomos eleitos pela vontade de mudança do povo, que está muito sofrido. Vamos trabalhar muito com as pessoas carentes, e investir na reconstrução da saúde na cidade, que há uns 12 anos foi abandonada”, garante Marcelo Félix.

Pirapora
Os piraporenses elegeram uma mulher para o cargo de prefeita. Em uma eleição apertada, Marcella Machado Rivas Fonseca (PSD) venceu com 15.471 votos, enquando o segundo colocado teve 14.355. Candidata pela primeira vez, Marcela afirma que dará atenção especial à saúde.

“Fizemos uma campanha bonita, confiante. Sabemos que vamos enfrentar dificuldades, mas vou cumprir com todas as minhas promessas e vamos buscar todos os recursos necessários para a população. A saúde da cidade é um ponto importante e que precisamos dar muito apoio”, diz.

http://g1.globo.com/mg/grande-minas/eleicoes/2016/noticia/2016/10/prefeitos-eleitos-no-norte-de-minas-pretendem-melhorar-saude.html

FONTE: INTER TV GRANDE MINAS – quarta-feira 05/10/2016

 

Seminário Novos Gestores: prefeitos do Norte e do Centro-Oeste devem fazer inscrição esta semana

Os prefeitos eleitos do Norte e do Centro-Oeste devem fazer inscrição para o Seminário Novos Gestores ainda nesta semana, para garantir passagem área para Brasília. A Confederação Nacional de Municípios (CNM), organizadora do evento, reforça a orientação e incentiva a participação de todos os chefes do Executivo, que assumirão os mandatos em 2017. A série de encontros do Seminário será aberto pelas duas regiões, de 24 a 26 e outubro, e por isso o preenchimento do cadastro on-line deve ser feito o mais breve possível.

http://www.cnm.org.br/noticias/exibe/seminario-novos-gestores-prefeitos-do-norte-e-do-centro-oeste-devem-fazer-inscricao-esta-semana

FONTE: PORTAL CNM – quarta-feira 05/10/2016

 

Vetos de legislação sobre atuação de agentes de saúde evitam impacto bilionário aos Municípios

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa aos gestores municipais que foi sancionada, com vetos, a Lei 13.342/2016. A legislação dispõe sobre a formação profissional e benefícios trabalhistas e previdenciários dos agentes comunitários de saúde e de combate à endemias. Os dispositivos descartados poderiam representar custos bilionários aos Municípios.

http://www.cnm.org.br/noticias/exibe/vetos-de-legislacao-sobre-atuacao-de-agentes-de-saude-evitam-impacto-bilionario-aos-municipios

FONTE: PORTAL CNM – quarta-feira 05/10/2016

 

Parecer sobre a PEC do limite de gastos públicos mantém pisos da Educação e da Saúde em 2017

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) acompanha as deliberações da Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016. Nesta terça-feira, 4 de outubro, novo relatório sobre a proposta que prevê teto para os gastos públicos pelos próximos 20 anos foi apresentado. O texto mantém os pisos atuais de despesas com Saúde e Educação para 2017, mas a partir de 2018 seguirão as regras de teto da correção pela inflação.

http://www.cnm.org.br/noticias/exibe/parecer-sobre-a-pec-do-limite-de-gastos-publicos-mantem-pisos-da-educacao-e-da-saude-em-2017

FONTE: PORTAL CNM – quarta-feira 05/10/2016

 

Em 2016, taxa de reeleição é a menor da história

A taxa de reeleição de prefeitos que tentaram conquistar nas urnas um segundo mandato neste ano foi a menor da história: 48%. Pela primeira vez, menos da metade dos prefeitos que concorreram novamente ao mesmo cargo tiveram sucesso. A Constituição foi alterada para permitir a reeleição para cargos no Executivo em 1997.

http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/pol%C3%ADtica/em-2016-taxa-de-reelei%C3%A7%C3%A3o-%C3%A9-a-menor-da-hist%C3%B3ria-1.418411

FONTE: JORNAL ESTADO DE MINAS – quarta-feira 05/10/2016

 

Fitch: prefeitos recém-eleitos no Brasil enfrentarão pressão fiscal crescente

A agência de classificação de risco Fitch afirmou que os prefeitos recém-eleitos do Brasil enfrentarão um ambiente mais difícil que os seus antecessores em relação a “desafios fiscais”. De acordo com a Fitch, muitos governos locais do País enfrentaram estresse fiscal quando as transferências de dinheiro de governos estaduais e do federal começaram a declinar, durante o mandato anterior (2012-2016). “Os novos prefeitos terão ainda de financiar uma parcela maior do gasto com hospitais e as forças policiais”, aponta a agência.

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2016/10/03/interna_politica,810520/fitch-prefeitos-recem-eleitos-no-brasil-enfrentarao-pressao-fiscal-cr.shtml

FONTE: JORNAL ESTADO DE MINAS – quarta-feira 05/10/2016

 

Novos prefeitos enfrentarão o velho problema da falta de dinheiro em caixa

Depois da euforia da vitória nas urnas, os prefeitos eleitos no último domingo começam a tomar pé da difícil situação financeira que terão nas mãos a partir de 1º de janeiro, dia em que tomarão posse.

http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/novos-prefeitos-enfrentar%C3%A3o-o-velho-problema-da-falta-de-dinheiro-em-caixa-1.418335 

FONTE: JORNAL HOJE EM DIA – quarta-feira 05/10/2016

 

Previsão do tempo para Minas Gerais, nesta quarta-feira, 05 de outubro

O dia será de tempo nublado com pancadas de chuva a qualquer hora em todas as regiões do estado. Há possibilidade de acumulados significativos de chuva em áreas isoladas do leste, norte e noroeste.

http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticia/previsao-do-tempo-para-minas-gerais-nesta-quarta-feira-05-de-outubro

FONTE: AGÊNCIA MINAS – quarta-feira 05/10/2016

 

 

ASCOM/AMAMS

Norte de Minas, quarta-feira, 05 de outubro de 2016

AMAMS – Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene

Av. Major Alexandre Rodrigues, nº 416 – Ibituruna – Cep: 39.401-301

Montes Claros/MG – Tel:(38)3212-2219

E-MAIL – ascom.amams@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *