Quarta Feira, 22 de Fevereiro de 2017

Inclusão dos 55 no semiárido – AMAMS entrega documento ao Ministério da Integração pedindo reavaliação

Reavaliar a inclusão de 35 municípios do Norte de Minas e 20 do Vale do Jequitinhonha no semiárido brasileiro. A solicitação foi feita pelo presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS), César Emílio Lopes Oliveira, prefeito de Capitão Enéas, e o secretário de Estado da Sedinor, deputado Paulo Guedes, ao ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, em audiência ocorrida no dia 05/08/2015, em Brasília.

A entidade cobrou do Ministério que seja reavaliada a inclusão dos 55 municípios do Grande Norte de Minas no semiárido brasileiro, já que a data prevista seria dez anos após o último decreto. Em 2013 aconteceu uma reunião pública, sob a coordenação dos ex-ministros Fernando Bezerra e Fernando Pimentel e a AMAMS apresentou os estudos técnicos de inclusão dos municípios para ajudar na agilização do processo. O mesmo documento também foi encaminhado a bancada federal de Minas Gerais no Congresso Nacional e ao Governo da Federal,

GARANTIA

Em outra audiência ocorrida, em 29/09/2015, com o superintendente  de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), João Paulo Lima, se comprometeu com o presidente da AMAMS  em colocar na pauta, na próxima reunião do Conselho Deliberativo (Condel) –  o órgão máximo de articulação e decisões estratégicas da autarquia, a reavaliação sobre a inclusão dos 35 municípios do Norte de Minas e 20 do Vale do Jequitinhonha no semiárido brasileiro.

Emílio relatou ao Ministro Gilberto Occhi que as regiões do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha acumulam prejuízos que extrapolam a casa dos R$ 500.000.000,00 (Quinhentos milhões de reais). “A inclusão dos municípios vai fazer justiça com grande alcance econômico e social, já que possuem características próprias, como estiagens, secas recorrentes e sazonalidade que minimizam nossas potencialidades”, destacou.

Além de convidar a AMAMS para participar da posse do Conselho Deliberativo da Sudene, o ministro da Integração Nacional  pediu para que fosse feita uma apresentação do estudo técnico para inclusão dos 55 municípios do Grande Norte de Minas no semiárido brasileiro.

NOVOS MUNICÍPIOS NO SEMIÁRIDO

Com a proposta os 55 municípios que poderão fazer parte do semiárido mineiro são:

NORTE DE MINAS – Bocaiuva, Botumirim, Brasília de Minas, Buritizeiro, Campo Azul, Chapada Gaúcha, Claro dos Poções, Coração de Jesus, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Glaucilandia, Guaraciama, Ibiai, Icaraí de Miinas, Itacambira, Jequitaí, Juramento, Lagoa dos Patos, Lassance, Luislandia, Mirabela, Montes Claros, Olhos D’Agua, Pintopolis, Pirapora, Ponto Chique, Riachinho, Santa Fé de Minas, são Francisco, São João da Lagoa, São João do Pacuí, São Romão, Ubaí, Urucuia e Várzea da Palma.

JEQUITINHONHA – Angelândia, Aricanduva, Capelinha, Carbonita, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Felício dos Santos, Gouveia, Itamarandiba, Lemem do Prado, Minas Nova, Palmópolis, Presidente Kubitschek, Rio do Prado, Santo Antônio do Jacinto, São Gonçalo do Rio Preto, Senador Modestino Gonçalves, Turmalina e Veredinha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *