Parceria entre AMAMS e Ministério Público estabelecem cursos para Conselheiros Tutelares

 
Conselheiros tutelares da área mineira da Sudene terão uma oportunidade contínua de capacitação, conforme acordo celebrado pelo Ministério Público, através da Coordenadoria Regional da Infância e Juventude e a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene – AMAMS. O presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene – AMAMS e prefeito de Bonito de Minas, José Reis, e o Coordenador Regional da Infância e Juventude no Norte de Minas, o promotor Daniel Librelon, se encontraram no dia 05 de fevereiro, onde firmaram um parceria entre as entidades no intuito de estabelecer um cronograma fixo de capacitação para os conselheiros tutelares da região. O primeiro curso está previsto para março de 2018, com intenção de capacitar 100 conselheiros. Ainda na parceria, ficou estipulado que o curso será realizado quatro vezes durante o ano, sempre em parceria com essas instituições e a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). No ano de 2015 ocorreu a primeira capacitação nesse nível, com a participação de 500 conselheiros. Agora, o curso será dividido em 4 partes com a intuito de se obter um melhor aproveitamento do curso por parte dos conselheiros.

Os Departamentos de Serviço Social da AMAMS e do Ministério Público, coordenados por Laila Tatiane e Aline Felix, ficarão responsáveis por organizarem o conteúdo do curso, inclusive com disponibilização de uma apostila eletrônica a todos conselheiros. O promotor Daniel Librelon explica que em 2019 será realizada eleição unificada de conselheiros, podendo ocorrer uma troca de muitas pessoas, que precisam ser capacitadas sobre as funções do cargo e ainda os direitos e deveres na garantia de políticas publicas nessa área.

O presidente da AMAMS, José Reis, explica que o foco de sua gestão sempre foi a capacitação dos agentes públicos, voltada para uma melhor prestação do serviço junto à população e esta parceria só reforça o compromisso de uma entidade como a AMAMS na busca constante dessa melhoria do serviço público. José Reis reitera que o objetivo geral é contribuir para o aprimoramento da atuação dos conselheiros tutelares, qualificando a sua atuação, enquanto protetor e garantidor dos direitos das crianças e adolescentes. A metodologia de formação continuada será participativa, considerando as experiências dos conselheiros tutelares. Por isso serão realizadas palestras dialogadas, tendo como referencia a prática cotidiana de quem atua no setor.

Montes Claros, 07 de Fevereiro de 2018.

Ascom | AMAMS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *