AMAMS busca investimentos do BNB para municípios da área da SUDENE

AMAMS (2)

O Banco do Nordeste se dispôs a financiar projetos dos municípios da área mineira da Sudene, desde que seja através de Parceria Publico Privada, conforme decisão anunciada pelo presidente da instituição, Marcos Costa Holanda, durante encontro em Fortaleza com o presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene – AMAMS, José Reis, prefeito de Bonito de Minas. O deputado estadual Gil Pereira, da Comissão de Minas e Energia da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, além do superintendente do BNB em Minas Gerais, João Nilton Castro, representaram os interesses mineiros no Fórum BNB de Infraestrutura, realizado na capital cearense, quando o banco comunicou a disponibilidade de R$ 26 bilhões nessa área.

Ainda na reunião em Fortaleza, o presidente do BNB, Marcos Costa Holanda e o superintendente da Sudene, Marcelo José Almeida Neves aceitaram o convite para participarem de reunião em Montes Claros, ainda esse semestre, onde se discutirá as perspectivas de investimentos no Norte e Nordeste de Minas, que formam a área mineira da Sudene. O convite foi formulado pelo presidente da AMAMS, José Reis e reforçado pela comitiva mineira. A pretensão é prospectar novos investimentos para incrementar a economia do Norte de Minas. José Reis salienta que nas décadas de 70 e 80 foram responsáveis pela transformação do Norte de Minas, tanto na aprovação de projetos como em infraestrutura, como luz, água, estradas, etc.

A perspectiva do BNB financiar os projetos municipais, segundo o presidente José Reis, é uma nova janela para a viabilização dos vários projetos das Prefeituras, como por exemplo em saneamento básico. A necessidade é que a Prefeitura faça a concessão desse serviço para uma empresa privada, que poderá com isso, pegar o financiamento. Na reunião em Fortaleza, tanto o presidente José Reis como o deputado Gil Pereira defenderam a proposta de privatização da BR 251 e pediram apoio da Secretaria da Presidência da República para que isso seja executado. Eles conversaram com a secretária Ana Lúcia, assessora do ministro Moreira Franco.

AMAMS (1)

 

Montes Claros, 19 de Abril de 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *